segunda-feira

Dia 5 = Belorado - Castrojeriz

Dia: 23/04/07
Distancia Percorrida: 96,61 Km
Tempo de Pedal: 7h 12m 25s
Tempo total: 10h 12m
Velocidade maxima: 55,5 km/h
Velocidade Media: 13,4 km/h
Km totais percorridos: 351,23 Km
Fotos deste dia: Aqui.
ou
Aqui.

Hoje resolvi dar uma "esticada" no pedal para analisar como meu corpo se recupera.
Embora a distancia tenha sido longa, ñ haviam subidas desgastantes, tampouco temperaturas elevadas. Assim, despúes de analisar meu guia, pedalei a Castrojeriz.

O dia correu bem, mas dentro daquilo que imaginava.

Ao cjegar em Castrojeriz, fui a procura do albergue, como sempre.
Qual o meu espanto quando vejo que, para chegar ao albergue, teria que subir uma escadaria sem igual! E com a bike carregada!

Deixei a Lady Laura e subi sozinho. Ao chegar fui recepcionado por duas bonitas e jovens hospitaleiras. Estaria sonhando? Milagres del camino?? Obrigado Santiago, isso faz bem a vista e reacendem-nos os animos,,,

Antes de chegar ao albergue, pude observar que a cidade era bastante deserta, com várias placas de casas para venda. Parecia uma cidade fantasma, daí o meu espanto quando encontrei as jovens guapas.
Enfim, receberam-me com um sorriso amigo no rosto e, depois de apresentarmo-nos, e carimbos de praxe, deixei uma contribuiçao de 5 euros, já que ñ havia preço fixo.
Perguntei onde poderia deixar a bike. Responderam-me que era lá embaixo mesmo. Ainda bem que ñ subi com tudo,,,

Uma das meninas me acompanhou até a garagem, Bárbara. Quiz ajudar-me a subir com os alforges, mas, mesmo cansado, como poderia deixar uma beleza daquelas carregar peso? Acabei por entregar-lhe apenas minha pochete, e entao ouço um "Glaicon, Glaicon,,," hehe gostei.

Instalei-me, tomei meus banhos de água e gel, e fui a procura de comida, já que o único supermercado do povoado estava fechado, e a soluçao seria ir em uma taberna, e comer um menu "del dia".

Ri sozinho quando percebi que a unica opçao de comida, estava também fechado. E já retornava para o albergue, consciente e aceitando que meu jantar estaria resumido a duas bananas e meio pao, que trazia comigo desde cedo. Talvez comprasse uma coca cola.

No retorno ao albergue encontro uma jovem peregrina solitária, e ela pergunta-me, em español, onde fica o albergue. Nos apresentamos. Katia é o seu nome, italiana, de Roma, começou o caminho em Burgos, e pretendia alugar uma bike, mas ñ conseguiu. Agora, vai a pé. Ofereci-me para carregar a sua mochila e, na direçao do albergue, resolvemos ir a "busca" de algo para comer.
Passaram alguns cachorros por nós, mas como eram muito magros, deixamos de lado. Ríamos bastante, e a cidade parecia mesmo uma "cidade fantasma".

Por "sorte", a senhora do mini mercado apareceu "do nada", e a abriu o seu "estabelecimento". Como ñ havia nada pronto, nem por fazer, sugeri à Katia que fizéssemos o jantar no albergue.
Comprei massa, atum em lata, azeitonas, cogumelos e molho de tomate. Enfim, compramos o que havia no mercado, já que metade dele era de cigarros e guloseimas infantis.

Fomos ao albergue e qual ñ foi a nossa surpresa quando percebemos que ñ havia cozinha!!!
Olhamos um para o outro, e para o saco do supermercado.
Neste momento vimos outros rapazes hospitaleiros, e a Bárbara dirigiu-se a um deles e depois veio até nós, oferecendo a casa para que eu preparasse o jantar. Obrigado Bárbara!! Bár ba ra!

Enquanto a Katia ia para o banho, eu ia para a casa da Bárbara, que fica bem proximo dali. Disse-me que a família estava a tomar conta do albergue, que eles eram da cidade de Burgos, que a outra jovem era a sua irma, e o rapaz, noivo da irma. Hummm,,, Deixei meus contactos com eles, para o caso de aparecerem em Portugal. Gostaria de poder retribuir a hospitalidade.

Preparei o jantar e oferecemos também aos outros peregrinos. Carinhosamente a Katia disse-me que estava delicioso, mesmo. Rimos bastante, pois era uma massa, preparada por um brasileiro, que mora em Portugal, para uma italiana, em Espanha! "Coisas" do Caminho,,,

Ficamos na conversa até altas horas, e combinamos de nos encontrarmos em Léon, dois dias depois. E também de pedalar na Itália; na Grécia,,,
A noite estava linda, com céu limpo e milhares de estrelas. Isso é o Caminho de Santiago de Compostella. Compostella = campo de estrelas,,,

Foi uma ótima noite! Fim de um belo dia!
Obrigado!

6 comentários:

lupa disse...

tao ze ruela ???força ai abraçao cae

Luis disse...

Como é que é!?!? Queremos notícias do nosso "camisola amarela". Grande abraço. Luis

Marco Antonio disse...

E isso ai bro, desculpa so dizer algo aki agora mas to com mto trabalho :o) Se sabe, né ?! :o)
Grande abraço e força no pedal.
Pedala Robinhoooooo!!!!!!!

xerox disse...

Fala meu amigo como anda as coisas por ai? boas pedaladas estou aqui torcendo por vc abraço. xerox

ELSE disse...

O Baguito vem logo pro pc só pra te ler!! Caraca, tamos adorando, Kikiu!! Mantenha o pé no pedal e a mão no mouse!!! Beijão, hermanito muchacho muy caro e muy bueno!!!!

Catarina disse...

oI MEU fILHÃO,
TAMOS AÍ.
cADA DIA QUE PASSA É MENOS UM DIA PARA A CHEGADA TRIUNFANTE.
DEUS ESTÁ COM VC.
TE AMO
Mamica
BUON CAMINO PEREGRINO